Movimentos do mercado alimentício

O Clean Label

A demanda por produtos que tenham menos ingredientes artificiais continua ganhando força no discurso do consumidor. O que isso quer dizer? Primeiramente, as grandes empresas de alimentos terão um grande trabalho para atingir este objetivo. Nos Estados Unidos, isso é chamado de “clean label” e deverá trazer como essência, a transparência. Divulgar de forma correta e crível as origens, processos e técnicas se torna cada vez mais importantes para que o consumidor confie na empresa.

Adoçando os produtos

A preocupação crescente com obesidade, diabetes, açúcar aponta que, de acordo com o CMO da True Drinks Kevin Sherman e a Cargill, a Stevia é uma solução a ser observada por algumas empresas. A mistura do Stevia com outros adoçantes também pode ser uma ideia.

Que venham os novos sabores! 

Na categoria de iogurtes um novo sabor se apresenta: o salgado. Se observamos no mercado brasileiro, a marca Vigor chegou a lançar o iogurte grego com sabores salgados como salsa e cebolinha e azeitonas para seus iogurtes.  Porém, no mercardo norte-americano, as combinações trazem dill e pepinos, assemelhando-se ao uso das coalhadas. Se o caramelo salgado rendeu tanto sucesso, por que não? Doce e salgado já provaram que funcionam nos Estados Unidos. O Brasil está pronto para isso?


Proteínas vegetais

O movimento segunda sem carne teve algum impacto. De acordo com o presidente da S&F Foods, David Spencer, veremos cada vez mais vegetarianos de meio-período. Isso significa que o menu deverá oferecer opções atraentes de pratos onde a estrela não é o grelhado ou nenhuma carne. O interesse em proteínas vegetais como grãos e sementes, nuts e manteigas de nuts cresce. A família da quinoa é um bom exemplo pois explora um ingrediente altamente protéico, rico em fibras e livre de gluten.

Benefícios funcionais dos ingredientes

A funcionalidade pode ser mais fibras, grãos integrais, proteínas e probióticos, quanto mais o ingrediente melhorar a saúde digestiva, imunidade, memória, melhor será sua popularidade. Comidas fermentadas como por exemplo o kimchi, sauerkraut e o clássico iogurte, ricos em boas bactérias dão ideias para categorias variadas como por exemplo, probioticos nos sucos prensados a frio. Misturas com benefícios é uma tendência apontada pelo McCormick & Company.

Fonte: Food Dive